Quantas startups falham?

Nove em cada dez startups falham. Isso é uma verdade dura de aceitar, mas uma que todo empreendedor tem que pensar sobre.

Mas porque? Porque todo empresário otimista demais precisa de uma dose de realidade de vez quando. Estatísticas frias como essa não são destinadas para desencorajar os empreendedores, mas para encorajá-los a trabalhar mais e de forma inteligente.

Quais são as características das startups que conseguem?

Há muitas características de startups bem sucedidas. Não tem como listá-los todos para você, mas posso apontar algumas das causas mais significativas do sucesso.

1 – O produto é perfeito para o mercado.

A maior razão da falha das startups: Fazem produtos que ninguém quer. Uma enquete de startups que falharam determinou que 42% delas identificaram “falta de necessidade do mercado” como a maior razão da sua falha.

Se você vai gastar seu tempo fazendo um produto, então gaste um tempo para ter certeza que é o produto certo para o mercado certo.

2 – O empreendedor não ignora nada

Uma boa ideia de produto e uma boa equipe de profissionais não são garantia de um negócio de sucesso e sustentável. Não se deve ignorar nenhum processo de negócio e problemas da sua empresa só porque não é seu trabalho. Isso pode prejudicar o futuro da sua empresa.

O CEO pensa, “É meu trabalho liderar.” O CMO pensa, “É meu trabalho comercializar.” O desenvolvedor pensa, “É meu trabalho programar”

Mas uma startup não pode segmentar suas responsabilidades desse jeito. As coisas são muito mais orgânicas em uma startup, o que significa que os papeis e responsabilidades de cada um se sobrepõem.

Empreendedores de sucesso entendem que eles precisam trabalhar no seu negócio, não em seu negócio. Ficar preso em apresentações, telefonemas, reuniões, e e-mails pode distrair o empreendedor da alma do negócio.

3 – A empresa cresce rapidamente

Quem disse que o crescimento rápido é insustentável? E quem liga?

Crescimento – crescimento rápido – é o que os empresários anseiam, investidores precisam e os mercados querem. Crescimento rápido é sinal de uma grande ideia em um mercado quente.

Os fundadores da Wantful(inativa), confessaram que não conseguiram “crescimento altamente acelerado necessário para garantir a capital de risco da etapa posterior”. Eles precisavam de financiamento, mas quando a empresa não cresceu rápido o suficiente eles não eram mais elegíveis a financiamento. Aquele foi o começo do fim.

Crescimento leva a mais crescimento, o que leva a ainda mais crescimento. Uma startup não deveria ficar satisfeita com taxas de crescimento de 1 dígito após meses de operação. Se não houve crescimento em um certo período de tempo, então não vai ter crescimento. Uma empresa que não está crescendo está encolhendo.

A segunda maior razão de startups falharem é que elas “ficam sem dinheiro”. Por que elas ficam sem dinheiro? Porque não cresceram rápido o suficiente. Se sua startup pode crescer rápido, você pode contornar os maiores alguns dos maiores assassinos de startup – perder para a concorrência, perder clientes, perder pessoal e perder paixão.

Rápido crescimento no início é um sinal certo de sucesso futuro.

4 – A equipe sabe como se recuperar

Toda startup é formada por um time de pessoas. Quanto mais versátil for esse time, maiores as chances de sucesso.

“Versatilidade” é muitas vezes visto em um sentido muito limitado, que é possuir mais de uma habilidade ou talento. Versatilidade no ambiente de startup envolve muito mais do que as habilidades de alguém. Envolve a mentalidade. Equipes de startup precisam saber mudar os produtos, se ajustar a diferentes planos, tomar uma nova iniciativa no mercado, mudar as indústrias, reformular o negócio, ou até mesmo derrubar um negócio e começar tudo de novo.

É tudo sobre se levantar depois do soco. Equipes que são capazes de se recuperar juntas, também possuem a característica única de trabalhar harmoniosamente juntas mesmo em tempos difíceis.

Também pudesse notar que startups com co-fundadores tem um sucesso maior do que empresas com apenas um único fundador. Ter um co-fundador cria uma parceria. Tem muito mais responsabilidade, o que ajuda você a evitar algumas armadilhas de um único  líder carismático. Além disso, um co-fundador terá habilidades que o outro fundador não tem.

 

Conclusão:

Se sua startup durou, você tem sorte. Você conseguiu fazer algo que 90% das novas empresas não conseguem.

Mesmo que exista muita sorte em empresas de sucesso histórias como Google e Facebook, existem razões mais humildes por que outras startups fazem sucesso. Eles têm um produto que atenda uma necessidade, eles não ignoram nada, eles crescem rápido e se recuperam das fases ruins da vida.

Se você tem essas quatro características, então você está se levando para um grande sucesso.