Daniela Barbosa de Exame.com

São Paulo – Uma pesquisa divulgada pelo IBGE nesta semana apontou que cerca de 90% dos domicílios em todo o país têm ao menos um telefone celular. Isso significa que mais de 130 milhões de brasileiros com mais de 10 anos de idade possuem telefone móvel.

A proporção de celulares por residências quando dividida por estados também não é muito diferente da média nacional. Maranhão, por exemplo, é a região com menor número de celulares por domicílio e mesmo assim mais de 70% das famílias possuem o aparelho móvel.

O estudo, que faz parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2013, foi realizado em parceria com o Ministério das Comunicações e tem por objetivo traçar um perfil de como os brasileiros estão fazendo uso das tecnologias atuais.

O curioso foi observar, no entanto, que em alguns estados o uso de celular é muito maior que o acesso a saneamento básico.

Amapá, por exemplo, é a região mais emblemática – enquanto quase 90% dos domicílios têm celular, apenas 2,4% têm acesso a saneamento básico, de acordo com dados do IBGE.

Roraima – 84,7% dos domicílios têm celular

Número de casas com celular é 2 vezes maior do que as que têm acesso a saneamento
Percentual de domicílios com celular: 84,7%
Percentual de domicílios com saneamento: 33,1%

Amapá – 89,2% dos domicílios têm celular

Número de casas com celular é 37 vezes maior do que as que têm com acesso a saneamento
Percentual de domicílios com celular: 89,2%
Percentual de domicílios com saneamento: 2,4%

Piauí – 83,1% dos domicílios têm celular

Número de casas com celular é 17 vezes maior do que as que têm com acesso a saneamento
Percentual de domicílios com celular: 83,1%
Percentual de domicílios com saneamento: 4,8%

Pará – 83,5% dos domicílios têm celular

Número de casas com celular é 5 vezes maior do que as que têm com acesso a saneamento
Percentual de domicílios com celular: 83,5%
Percentual de domicílios com saneamento: 15%

Tocantins – 91,2% dos domicílios têm celular

Número de casas com celular é 4 vezes maior do que as que têm acesso a saneamento
Percentual de domicílios com celular: 91,2%
Percentual de domicílios com saneamento: 22,5%

Maranhão – 74% dos domicílios têm celular

Número de casas com celular é 4 vezes maior do que as que têm acesso a saneamento
Percentual de domicílios com celular: 74%
Percentual de domicílios com saneamento: 19,4%

Alagoas – 85,7% dos domicílios têm celular

Número de casas com celular é 3 vezes maior do que as que têm acesso a saneamento
Percentual de domicílios com celular: 85,7%
Percentual de domicílios com saneamento: 24,8%

Rio Grande do Norte – 90,2% dos domicílios têm celular

Número de casas com celular é 3 vezes maior do que as que têm acesso a saneamento
Percentual de domicílios com celular: 90,2%
Percentual de domicílios com saneamento: 29,8%

Acre – 85,2% dos domicílios têm celular

Número de casas com celular é 3 vezes maior do que as que têm acesso a saneamento
Percentual de domicílios com celular: 85,2%
Percentual de domicílios com saneamento: 30,3%

Mato Grosso – 93% dos domicílios têm celular

Número de casas com celular é 3 vezes maior do que as que têm acesso a saneamento
Percentual de domicílios com celular: 93%
Percentual de domicílios com saneamento: 34,2%

Mato Grosso do Sul – 94,3% dos domicílios têm celular

Número de casas com celular é 2 vezes maior do que as que têm acesso a saneamento
Percentual de domicílios com celular: 94,3%
Percentual de domicílios com saneamento: 39,8%

Amazonas – 85,4% dos domicílios têm celular

Número de casas com celular é 2 vezes maior do que as que têm acesso a saneamento
Percentual de domicílios com celular: 85,4%
Percentual de domicílios com saneamento: 36,4%